Ouça agora na Rádio

N Notícia

Uruguai vence o Chile no Maracanã, termina na liderança e vai encarar o Peru

FOTO: Mauro Pimentel/AFP

Uruguai vence o Chile no Maracanã, termina na liderança e vai encarar o Peru

Cavani garante triunfo uruguaio diante de mais de 49 mil pagantes

Informações Compartilhadas Superesportes

O Uruguai venceu por 1 a 0 o Chile, nesta segunda-feira, no Maracanã, pela Copa América. Com o resultado, os uruguaios terminaram a Primeira Fase como líderes do Grupo C, com sete pontos, um a mais que os chilenos, que ficam com a segunda posição.
 
A partida teve altos e baixos e mudanças de controle durante os 90 minutos. O gol da vitória uruguaia veio somente aos 36 minutos do segundo tempo, com Cavani.
 
Nas quartas de final, a Celeste terá pela frente o Peru, no sábado, às 16h, na Fonte Nova, em Salvador. No dia anterior, o Chile vai enfrentar a Colômbia, às 20h, na Arena Corinthians, em São Paulo.
 
O jogo
 
As duas equipes iniciaram o confronto buscando o ataque, mas sofrendo com a marcação adversária. O Chile criou a primeira chance de gol aos seis minutos, em chute de Alexis Sánchez que passou sobre o travessão.
 
 
O lance animou os chilenos, que passaram a dominar a partida e quase abriram o placar aos dez minutos. Aránguiz recebeu passe na entrada da área e chutou para boa defesa de Muslera.
 
Os sustos fizeram o Uruguai melhorar no jogo. Tanto que a primeira boa chance uruguaia aconteceu aos 17 minutos. Betancur aproveitou rebote na entrada da área e chutou próximo ao gol. Depois, foi a vez de Arrascaeta tentar e levar perigo a Arias.
 
A partir dai, a Celeste passou a ter o controle do jogo e desperdiçou a melhor oportunidade de marcar aos 21 minutos. Luís Suárez foi lançado na área e tentou driblar Arias. O goleiro fechou bem o ângulo e impediu a finalização do atacante.
 
Depois disso, o duelo voltou a ficar equilibrado, com as duas equipes em busca do ataque, mas levar perigo ao adversário. Com mais posse de bola, o Uruguai viu Hernandez quase marcar para o Chile, mas respondeu aos 41 minutos. Após cobrança de escanteio, Cáceres cabeceou pela linha de fundo. O lance foi o último de mais relevante até o fim da etapa inicial.
O segundo tempo começou movimentado, com cada seleção tendo uma chance de gol antes dos dois minutos. Primeiro, Godín aproveitou escanteio, mas cabeceou em cima de Arias. No lance seguinte, o Chile assustou em chute de Alexis Sanchéz.
 
Só que depois dos lances iniciais, o jogo diminuiu de ritmo. Mesmo com as duas equipes voltadas ao ataque, ambas pecavam nas finalizações. Os uruguaios era mais objetivos, mas esbarraram em chutes fracos em cima de Arias.
 
Com o passar do tempo, o duelo ficou mais físico, com muitas trombadas e entradas mais duras. Somente aos 23 minutos, o Chile levou perigo. Após cobrança de escanteio, Diaz cabeceou, mas viu Giménez salvar de cabeça em cima da linha.
 
Depois de um período sem chegar próximo da área, o Uruguai chegou ao gol aos 36 minutos. Cavani aproveitou cruzamento e cabeceou no canto, sem chance para Arias.
 
Nos minutos finais, o Chile ainda esboçou uma pressão em busca do empate. No entanto, o Uruguai se fechou e impediu qualquer boa jogada por parte do adversário para sair do Maracanã com a vitória e a liderança do grupo C.
 
CHILE 0 X 1 URUGUAI
 
CHILE
Arias; Diaz, Maripán, Medel (Lichnovsky) e Jara (Castillo); Opazo, Pulgar e Aránguiz; Hernandez, Vargas (Fernandes) e Alexis Sánchez
Técnico: Reinaldo Rueda
 
URUGUAI
Muslera, Cáceres, Godín, Giménez e Giovanni González; Valverde (Coates), Bentancur, Arrascaeta (Rodriguez); Lodeiro (Nández), Luis Suárez e Cavani
Técnico: Óscar Tabárez
 
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: Segunda-feira, dia 24 de junho de 2019
Árbitro: Raphael Claus (BRA)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (BRA) e Kleber Lúcio Gil (BRA)
VAR: Wilton Sampaio (BRA)
Renda: R$ 11.749.970,00
Público: 49.275 pagantes
Cartão amarelo: Giovanni González (Uruguai)
GOL: Cavani, aos 36min do 2ºT
FONTE: superesportes
Link Notícia

Leia também